+ Bíblia: O Misterioso Balaão

misterio Como eu já havia prometido em outro post, hoje vamos falar de um mistério chamado Balaão. Nossa quanto material na internet a respeito desta história, a única menção na bíblia encontrada deste relato esta no livro de Números 22-24.
Apesar de Números ser considerado um livro literário por descrever as mais variadas experiências do povo israelita nas suas duras peregrinações pelo deserto, alguns se arriscam a dizer que a história de Balaão é apenas uma lenda narrada, visto que os hebreus tem o hábito de contar histórias pra passar uma mensagem, assim como Jesus fazia com as parábolas, mas isto em nenhum momento deprecia a bíblia.
Alias no ano de 1985 conforme o periódico Biblical Archaeology Review, foi encontrado nas escavações no Tel Deir Alla uma notável confirmação de que Balaão realmente existiu. Segundo testes, as inscrições encontradas datam de cerca de 800 a.C.

Quem foi Balaão?
Não se tem muitas informações sobre a real origem deste homem, mas sabe-se que ele tinha um relacionamento com Deus (Nm24.2)
Era um profeta, pois proferiu sobre o futuro do povo de Deus e a vinda do Messias (Nm 24.1-9, 17-19)
Tinha um coração dividido, Balaão ficou dividido, pois apesar de não concordar em amaldiçoar o povo, ele queria as riquezas que o rei Balaque tinha para oferecer (Nm 22.9-12)

Resumo da história de Balaão
A história completa você pode ler em Números 22-24.
Os israelitas moravam a leste do rio Jordão, acampados numa região de planície chamada Moabe. Havia um rei chamado Balaque que vivia do outro lado do rio e que não queria que os israelitas invadissem a sua terra. Por isso ele mandou chamar o profeta Balaão e ofereceu muitas riquezas, para amaldiçoar o povo de Israel.
Balaão, apesar de ter um relacionamento com Deus, como homem falio, ficou tentado por causa das riquezas que ele iria receber. Mas por causa da insistência de Balaão em se encontrar com Balaque, Deus permitiu que ele partisse para falar com Balaque.
No dia seguinte Balaão se aprontou, pegou sua jumentinha e seguiu balaaoao encontro de Balaão. De repente, o Anjo do SENHOR se pôs na frente dele no caminho, para barrar a sua passagem. Quando a jumenta viu o Anjo parado no caminho, com a sua espada na mão, saiu da estrada e foi para o campo, Balaão não percebeu a presença do anjo, assim bateu na jumenta e a trouxe de novo para a estrada.
E o anjo apareceu mais duas vezes, fazendo a jumenta parar. E Balaão ficou com tanta raiva, que surrou a jumenta com a vara.
“ Então o Senhor abriu a boca da jumenta, a qual disse a Balaão: jumentoQue te fiz eu, que me espancaste estas três vezes?
E Balaão disse à jumenta: Por que zombaste de mim; quem dera tivesse eu uma espada na mão, porque agora te mataria.
E a jumenta disse a Balaão: Porventura não sou a tua jumenta, em que cavalgaste desde o tempo em que me tornei tua até hoje? Acaso tem sido o meu costume fazer assim contigo? E ele respondeu: Não.
Então o Senhor abriu os olhos a Balaão, e ele viu o anjo do Senhor, que estava no caminho e a sua espada desembainhada na mão; pelo que inclinou a cabeça, e prostrou-se sobre a sua face.
Então o anjo do Senhor lhe disse: Por que já três vezes espancaste a tua jumenta? Eis que eu saí para ser teu adversário, porquanto o teu caminho é perverso diante de mim;
Porém a jumenta me viu, e já três vezes se desviou de diante de mim; se ela não se desviasse de diante de mim, na verdade que eu agora te haveria matado, e a ela deixaria com vida.
Então Balaão disse ao anjo do Senhor: Pequei, porque não sabia que estavas neste caminho para te opores a mim; e agora, se parece mal aos teus olhos, voltarei.
E disse o anjo do Senhor a Balaão: Vai-te com estes homens; mas somente a palavra que eu falar a ti, esta falarás. Assim Balaão se foi com os príncipes de Balaque.” (Números 22:28-35)
Assim, Balaão foi com os chefes enviados por Balaque. E lá, ele obedeceu a Deus, não amaldiçoou mas abençoou o povo de Deus!

Afinal a jumenta falou mesmo?
Por se caracterizar ser um livro histórico e há documentos históricos que comprovam que realmente Balaão existiu, percebesse que o relato é verdadeiro, logo, a jumenta falou!
Conversei com alguns amigos entre eles, meu professor de Teologia Pb. Moacir da Rosa (deixo aqui meu agradecimento) e este também afirmou que a história é literal.
Imagine você ao ver um anjo em sua em frente, se preocuparia com uma jumenta falando? É por isto que a história não narra o espanto de Balaão com o fato.

Afinal se for preciso Deus pode fazer de uma pedra um dos filhos de Abraão, como relatado em Lucas 3.9
“Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.”

Eu aprendi que

Deus é mais! O inimigo pode sim tentar encher nossos olhos de coisas desta Terra,mas não devemos nos desviar por esta coisas, pois o que nos aguarda é muito maior!
A história narrada no livro de números demonstra que o povo de Deus é invencível. As forças do mal nada podem contra aqueles que são abençoados pelo Senhor. A idéia de Balaque não era primordialmente enriquecer a Balaão, mas era acabar com o povo de Deus, mas se deu mal. Vencemos pois nesta Rocha, glórias a Deus.

com-deus-ao-nosso-lado-somos-mais-que-vencedores

Facebook Comments

This entry was posted in + Bíblia and tagged , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*